27 milhões de pessoas atingem nível de pobreza extrema no Brasil

Como já destacamos antes, precisamos urgentemente falar sobre a prorrogação do auxílio emergencial para milhares de brasileiros. Não foi somente a pandemia que elevou esse infeliz índice, mas também a falta de políticas públicas e de sensibilidade deste desgoverno Bolsonaro que desde o início desdenhou da pandemia, tentou barrar o auxílio e somente após pressão na Câmara dos Deputados acabou pagando o auxílio emergencial, que foi reduzido pelo governo na primeira oportunidade.

Entristece muito ver os resultados destas pesquisas. São milhões de brasileiros que sofrem com o desalento, sem vislumbrar qualquer possibilidade de emprego, com um país sem projeto e completamente estagnado na economia, com cenários sombrios pelos próximos meses. São famílias que seguem lutando pela sobrevivência, encarando os aumentos absurdos de itens indispensáveis da cesta básica. Até quando? Quantos mais precisarão atingir a pobreza extrema para que algo seja feito?


site desenvolvido por Agência Libre e ConsulteWeb | 2020